terça-feira, 20 de julho de 2010

Always someone will Fuck you

Eu sempre acho que amo as pessoas, que vamos ficar juntas pra sempre, mas nunca da certo, e eu sempre faço elas sofrerem no final. Mas não é uma coisa voluntária, eu percebo o que eu fiz depois de um tempo, depois que as amigas dela me falam o quanto ela está mal, e o que eu fiz não foi legal, e blábláblá.
E há uns quatro meses atrás eu conheci a Carmem, estava tudo lindo, e eu realmente achava que nós iríamos namorar, e seria uma coisa bem de filme. Só que eu parei pra pensar e vi que não ia ser uma coisa fácil:
ela não morava na mesma cidade que eu.
eu não estava conseguindo conciliar escola e internet.
Dai eu achei melhor terminar, e eu fiquei muito mal, parecia que eu tinha usado algum tipo de droga. E passou um tempo e a gente não perdeu o contanto, ainda nos falamos e eu prefiro assim, é muito bom ter ela como amiga.
E quando eu menos esperava aparece a Ana, era meio difícil conversar com ela por internet, mas quando eu conheci ela pessoalmente, ela era outra pessoa, ela é linda, fofa, meiga, e eu fui a primeira menina dela, depois disso eu fiquei correndo atrás dela feito cachorro, mas ela nem dava bola e depois de um tempo decidi "desistir".
Sempre que eu entrava no msn, percebia que a Audrey estava OnLine, mas eu nunca falava com ela, até que decidi falar "oi", e nós começamos a conversar e percebi que ela tinha tudo que eu procurava em uma menina, eu nunca me senti desse jeito, eu estava/estou disposta a me entregar por inteiro, eu comecei a me sentir dependente dela, a unica pessoa com quem eu queria falar era com ela, e meu mundo começou a girar em torno dela. Eu fiquei assustada, porque eu não sabia o que fazer com todo esse sentimento. Sempre fui dessas que fica com todo mundo e não está ligando pra nada, e desde que ela apareceu essa vontade sumiu, ninguém mais era interessante aos meus olhos, eu não queria ninguém além dela.
Até que chegou o final de semana, e ficamos quatro dias sem nos falarmos, e quando cheguei em casa e entrei no msn, senti uma coisa ruim, senti que algo tinha mudado, e que não seria a mesma coisa, e o que eu sentia/sinto por ela não era mais recíproco, e eu estava certa.
Agora tudo está diferente, ela me disse que gosta de outra, e isso eu entendo perfeitamente, eu acabei de entrar na vida dela, eu não posso mudar tudo de uma vez, mas tenho certeza que posso ir mudando aos poucos.
Não ligo, se ela não me der atenção agora, eu vou continuar tentando até conseguir mesmo, que isso dure, meses, anos, eu vou persistir, porque eu tenho um leve certeza de que é ela.


Enfim, é isso, espero que vocês tenham gostado.
Beijo beijo meus amores


ps: just let me try ):

domingo, 16 de maio de 2010

Segredos

Bom, o blog anda meio parado, mas quando dá, a gente atualiza aqui (:

Eu estava pensando no que postar, e me veio na cabeça algo que me acompanha todos os dias: SEGREDOS.
Você se acostuma a viver desse jeito. Mudar nomes, inventar códigos, etc.
A sua vontade é de não ficar escondendo nada, e dizer 'foda-se a sua opinião'. É, é exatamente assim. Só que isso só dá certo numa vida perfeita, ou seja, não existe.
Não é o meu caso, mas converso com muitas garotas que não podem contar sobre sua sexualidade pra nenhuma amiga, porque são todas héteros e homofóbicas, e as pessoas mais confiáveis pra isso, acabam sendo meninas como eu, as 'amiguinhas virtuais'. A internet é um ótimo meio de conhecer pessoas pra conversar, isso é óbvio #dik
Eu não penso que uma pessoa NUNCA pense que é gay ou não. Acredito que é normal duvidar disso de vez em quando. 
Suas amigas, ou seus amigos, provavelmente só irão se afastar de você por medo de que essa 'tragédia' aconteça com ele também, como se homossexualidade fosse algum tipo de doença que a gente pega pelo ar, e não por puro preconceito.
Basta você demonstrar que isso é normal, e que nada mudou, e assim vai ser. Só não vá ficar assustando seus amigos héteros com seus pensamentos e histórias! (digo isso por experiência própria, hm) HUASHUSSHAUHA

Em breve, a Alice vai postar algo mais sobre amigos héteros, aguardem!
Beijos a todos! ;*

terça-feira, 27 de abril de 2010

'Amigos para sempre' ... ♫

É, faz um bom tempo que não postamos aqui! HEHE'

Ai eu me pergunto ... Até onde vai esse para sempre!?

Eu pensei em postar hoje, pois hoje nem foi um dia muito bom pra mim não.
Quando se tem um grupinho de amigos, e por causa de umas idiotices que você faz
e NINGUÉM fala na hora, espera a boca do balão estourar para poder falar tudo, mas
realmente tudo mesmo, as coisas ficam tensas.
PRA MIM, as coisas nem vão voltar a ser como eram antes, nem pra minha pessoa
e nem para os outros, eu não sei, o tempo pode acabar mudando isso, mas pela a grande
e longa conversa que teve hoje, eu acho que é o fim.
As pessoas podem mesmo pensar que pelo fato de eu ser franco e claro com elas, eu possa não
sentir nada quando brigamos ou qualquer outra coisa do tipo. Pois é bem o contrário, eu fico muito mal, fico muito pra baixo, as vezes acho que é o fim de tudo, pra mim tudo vem em excesso, quando estou feliz, estou feliz de mais, quando fico triste é de mais também.
Eu estou destroido, eram pessoas que eu considerava pacas, a gente pode sim até voltar a se falar e tals, mas acho que nunca vai ser igual antes.
Bem, acho que vou fazer qualquer coisa que mude minha mente de foco, mas acho que nem vou tirar isso da cabeça. cryalot*
Amo muito vocês mesmo, mesmo se nosso grupinho não estivesse junto meu sentimento por vocs não iria mudar, assim como não mudou mas a relação pessoal ... Está um caco.


Boa noite.

segunda-feira, 29 de março de 2010

Dica de Blog

Pra quem gosta de textos profundos, sentimentais, dramáticos, tristes, que te façam pensar, tem um blog que é PERFEITO.
É o blog da B. Falcão. Os textos dela são lindos, e eu particularmente sou suuuper fã deles.
Então, de vez em quando, eu vou escolher algum pra postar aqui.
Hoje eu vou postar um texto, que quando eu li, senti muita vontade de chorar, achei lindo demais.

Vovó

By Mendes Falcão
Oi vovó. Meus olhinhos estão ardendo, há alguns minutos falei contigo pelo telefone e a senhora está a uns duzentos e poucos km de distância. Me deu vontade de tê-la por perto, não consegui segurar o choro, desculpa. Por um instante deixei de ser a sua neta mais velha e voltei a ser aquele nenenzinho gordo sem nenhum fio de cabelo nem na cabeça, nem na sombrancelha, que adorava ficar pelado na sua cama; voltei a ser aquela guria de cinco anos que passava horas e horas comendo doce e vendo televisão, até a senhora aparecer pra falar “para de comer doce menina, isso faz mal!” e depois, mais tarde, aparecia com um doce mais gostoso do que aquele que eu estava comendo mais cedo, caseiro, feito com amor, pelas suas mãos de fada. Revivi o passado, quando a gente sentava na porta de casa, ficávamos observando o movimento daquela rua pacata até anoitecer, e quando a lua surgia, lá por trás das árvores e fios de energia, a senhora cantava pra mim ” lua luar, me dá pão me dá farinha, pra mim dar pra minha galinha que está presa na cozinha, xô galinha! “. Aí, sem perceber, mal tinha pedido a benção, já senti uma lágrima descer pelo rosto. Me contive, claro, pelo menos até dizer o quanto eu te amava, e com aquela voz de choro, que quase não saiu, pedi pra que voltasse logo e que eu estava com saudade. Depois desliguei o telefone e me desatinei a chorar no banho,  a nostalgia era grande, mas eu sei que esse não era o único motivo do meu choro. Chorei por amor mesmo, por te amar tanto, por sermos de gerações aparentemente diferentes, por saber que vou ter que passar uma parte da minha vida (nem que seja bem curtinha) com a sua ausência, chorei por estar passando por um momento conturbado no amor e saber que a senhora já suportou uma puta barra, por causa de um idiota que te traiu depois de trinta anos de casamento, por saber que estás ai, “longe”, emagrecendo, passando noites em claro, só para cuidar da irmã que está doente, enquanto poderia estar em casa, tranquilamente bem. Chorei também pelo fato de a senhora ser minha brother, me mostrar dedo e querer fazer uma tatuagem agora que eu fiz a minha.  Chorei por coisas que nem sei dizer. Te espero pronta para um abraço.
Para ler o texto no blog da B. Falcão, clique aqui.

Agradeço a B. Mendes Falcão por ter deixado eu postar os textos dela aqui! *-*
Não se esqueça de SEMPRE visitar o blog dela. 
http://bfalcao.wordpress.com/

Beijos pra todos ;*

sábado, 27 de março de 2010

First Love

Bom tudo começo em 2008 quando eu contei pra minha "sister" que eu era bi, daí ela falou que tinha uma amiga que era também, e que ela era muito legal e bonita, daí eu pedi pra ela me mostrar quem era, então ela me mandou o perfil da Sophie, quando eu vi a foto dela, foi amor a primeira foto (*rindo).
Todos os dias eu ficava vendo as fotos dela, até coloquei uma foto dela como papel de parede do meu celular. Eu fazia tudo isso, e nunca nem tinha falado um oi, ela nem sabia que eu existia. Até
que num belo dia, eu estava conversando com a minha "sister" no msn, dai do nada ela colocou a
Sophie na conversa, e eu meio que tipo morri. Dai ela me adicionou no msn, e a partir desse dia, eu entrava todos os dias a noite só pra conversar com ela. E a cada dia eu sentia que eu estava gostando um pouco mais dela, e eu contei tudo isso pra Brodie, e ela me ajudava, porque eu não fazia ideia de como conquistar uma menina, eu era a pessoa mais fofa do mundo com ela. E ela até passou o número do celular. Estava na casa da minha tia sozinha, daí eu olhei na mesa e vi o celular da minha , daí eu pensei: Poxa não estou fazendo nada, vou ligar pra Sophie!". Só de pensar nisso, parecia que tinha mil borboletas voando no meu estômago. Mesmo assim eu fui enfrente e liguei. Lembro como se fosse ontem: *ligando*,
*Atendeu*
*morrendo*
Sophie - Oi

Shane - Oi, é, hm a Sophie está?
Sophie - É ela.
Shane - Ah, oi. Anh Sophie aqui é a Shane, amiga da Vic.
Sophie - Quem ?
...
E assim foi tipo uns 3 minutos até ela descobrir quem eu era, porque ela não estava entendendo
nada. Depois que ela descobriu quem eu era, a gente ficou conversando um tempão (*morri muito sério). Como a minha sister não morava na mesma cidade que eu, tinha comprado umas coisas pra ela e fui mandar pelo correio, e já que ela estudava com a Sophie escrevi uma carta pra ela.

Quando eu conversa com a Sophie tudo parava, e nada mais importava.
Eu sempre passava os finais de semana na casa da minha tia, e era uma sexta - feira, e nada da Sophie no msn, dai eu tava triste até, porque eu não ia falar com ela, e ela nem tinha falado pra onde ia.

Dai o meu celular toca, quando eu olho pro celular tava escrito *Sophie chamando*, nossa cara surtei demais, só que quando eu fui atender desligou. Daí eu não sabia o que fazer, fui correndo pedir ajuda pra Vic e pra Brodie, as duas falaram que era pra eu ligar pra ela. Então lá fui eu ligar, quando ela atendeu tava um barulho dos infernos, dai eu desliguei, e eu pensei comigo: "Ela ligou pro número errado". Não deu nem um minuto e meu celular tocou de novo e era ela, dai eu atendi(tremendo o celular quase caiu no chão -q) e ela falou que estava na minha cidade e que queria me ver, dai a gente marcou, às 8 horas na frente da subway (eu nunca vou esquecer).
Então no dia 22-11-2008 às 8 e 7 minutos a gente se encontrou, quando olhei pra ela tudo ficou em silêncio, tudo sumiu, a única coisa que eu via era ela vindo em minha direção, meu coração batendo tão rápido que eu achei que ia ter um ataque.
Ah foi lindo, a gente conversou, e eu fiquei muito tímida, mais a gente nem ficou nem nada.
E ela é muito linda e certinha, ela não bebe, não fuma, não usa drogas. *--*
Só que tudo começou a desandar no começo de 2009, eu mudei de cidade, e um certo dia eu resolvi falar o que estava guardado dentro de mim, falei que estava gostando dela. Ela ficou estranha comigo, e depois ela sumiu, durante uns 4 ou 5 meses.
Um certo dia abri meu orkut e tinha um scrap dela: estou com saudades.
Nossa eu morri tanto. A gente voltou a se falar, só que tipo nunca voltou a ser como era antes, a gente se falava e o máximo que eu consiguia dela, era uma resposta de 3 linhas.
Eu ficava com outras meninas, mais isso parecia tão errado, porque era nela que eu estava pensando, era ela que eu queria beijar e abraçar.
Foi assim até o começo desse ano. Daí eu tentei começar tudo de novo, tentei conquistá-la como se nunca tivesse acontecido nada ente nós. E como eu ia fazer isso ? Formspring.me
Fiquei mandando coisas bonitinhas e fofas como anônimo, até que eu resolvi falar tudo que eu sentia por ela, eu estava tão exaltada, que até consegui esquecer de colocar anônimo. E vocês devem estar se perguntando se deu certo, e a resposta é não.
E foi isso não aconteceu nada, de interessante depois disso.
Todo lugar que eu olho, eu consigo ver ela, vejo ela online me dá muita vontade de conversar com ela, mais sei que o assunto não vai passar do tudo bem. Ela não sabe a falta que ela me faz, a vontade que eu tenho de abraça-la, do quanto eu queria chegar na frente dela e falar eu te amo.
Mais sei que isso nunca vai acontecer, porque tudo o que eu sinto não é reciproco.
E aquela coisa de que, primeiro amor a gente nunca esquece está totalmente certo.
Mais é isso, aí a cada dia que passa eu estou conseguindo esquecer ela. Até que um dia tudo vai passar e o que vai restar, são meras lembranças de um primeiro amor.
E acho que isso não vai durar muito, com uma ajuda que estou tendo de uma pessoa linda.
E é isso aí contei meio por cima, se não isso ia ficar grande demais. hihi

beijo beijo meus amores

ps: eu não estou pedindo uma chance a distância, estou pedindo uma chance quando estivermos perto. (ela entendeu)

segunda-feira, 22 de março de 2010

Well I'm Will


Bem, como todas as garotas já se apresentaram, acho que agora é a minha vez de contar um pouco de mim.

Tudo começou mais ou menos com os meus 9 ou 10 anos, eu e meu primo fazíamos umas brincadeirinhas perversas,(HAHA), umas passadinhas de mãos aqui, outra ali e assim foi, e isso sempre ficou na minha mente, desde então eu sempre tendi pender um pouco pro ‘outro lado’(*rindo). Quando eu tinha 12 anos fui ao uma academia hiper mega fodástica, tinha de tudo lá, e eu fui acampar nela, quando eu fui tomar banho tinha um cara olhando pra mim, ele entrou no outro Box, eu fiz que tinha jogado a minha toalha pro lado dele e fui no Box dele pra ‘pegar’(HAHA²), enfim nada aconteceu porque eu saí fora. ;)

Já fiquei com três meninas mais considero que perdi o bv com a menina que eu realmente quis ficar e ninguém me forçou a fazer aquilo.
Fiquei com a minha prima no quarto de uma outra prima, eu estava deitado na cama e ela no chão, a gente estava se acariciando, aquilo estava tão bom, eu comecei a chegar mais perto dela e quando vi estávamos nos beijando, ficamos uns 3minutos naquele beijo que pra mim parecia que eu tinha ido na lua e voltado, pra mim aquilo pareceu muito tempo foi muito bom pra mim. *-*
Foi aí que eu comecei a pensar: Eu não sou gay então... eu... eu sou bi. :D
Garanto pra vocês que eu fiquei um pouquinho mais tranquilo do que antes, a primeira pessoa que eu realmente contei isso foi a Jenny, e desde então estamos aí super juntos e tals, até conhecer a Shane que também só fortaleceu os laços entre todos nós. *-*

Sou o Will. ;*

domingo, 21 de março de 2010

Correção

Só corrigindo o primeiro post.
O blog será comandado por TRÊS meninas e um menino; Alice, Shane, Jenny e Will
;D

Divirtam-se

Hey, It's Shane here.

Ah, então nem sei como começar. Vou contar um pouco da minha vida.
Na boa, eu não sei como tudo começou, eu fiquei com meninas primeiro que meninos (é hihi ). A primeira vez foi quando eu tinha uns 6 ou 7 anos ou menos nem sei, mais não foi tipo selinho, foi beijo mesmo. E ela era minha amiga, daí depois disso eu tinha vontade de ir todos os dias pra casa dela. Só que depois de um tempo passou e a gente nem ficava mais.
Eu gostava de beijar ela, só que não dava mais então tive que procurar outras, e a vítima seguinte foi minha prima, e bom, não foi só uma prima, foram duas.
Só que até eu "pegar" as minhas primas demorou um pouco, tipo anos.
Daí depois, com todas aquelas brincadeiras de amigas de "vamos brincar de casinha" e mimimi, minha vontade de ficar com meninas só aumentava. Só que eu não sabia desse sentimento ele meio que ficava escondido dentro de mim, porque eu morava numa cidade pequena e qualquer coisa que eu fizesse todo mundo ia saber. Então eu descontava essa vontade de beijar meninas em meninos, tipo era bom sabe, só que faltava alguma coisa (maaaas as pegadas nervosas compensava HAHA ).
E até eu mudar de cidade eu não sabia que eu gostava de meninas. Isso aconteceu em 2008, quando eu fui "estudar" (que foi o que eu não fiz, há ) fora, depois de um tempo, a galera da escola começou a falar de uma certa menina a Brodie, que ela era Bi, e mimimi, e eu e umas amigas meio que a gente "zuava" ela e tal por ela ser bi.
Eu zuava, mais nem era de verdade, porque o que eu realmente tinha vontade de fazer era beija-lá. Só que até aí eu não fazia idéia, de que eu era bi.
Quando eu realmente descobri, foi nas férias de julho daquele mesmo ano, quando minha melhor amiga foi passar as férias na minha casa, e num final de semana, ela ficou muito bêbada, e ela me beijou.
Depois desse acontecimento tudo ficou claro. E eu fui tentar falar disso com ela depois e a unica coisa, que ela disse foi : "se você for realmente bi, eu vou perder toda a intimidade com você!" . Então eu deixei pra lá toda essa história, e até hoje ela não sabe sobre mim, mais ela mudou totalmente o seu conceito sobre isso e até disse que se eu for não tem problemas, ela só quer o meu bem, hihi (ela é muito linda ).
Ok voltando ao assunto, em 2008 eu não fiquei com mais nenhuma menina, só que no final do ano surgiu uma pessoa muito importante na minha vida, a Sophie, ela era amiga de uma amiga minha, e a gente começou a conversar por msn e tal (ela é bi ), e eu comecei a gostar dela, tipo muito mesmo. Contava as horas pra entrar no msn e conversar com ela, eu meio que tava vivendo em função dela. Ela não me dava muita atenção nem nada, mais foi através dela que eu tive certeza da minha opção sexual. Ela foi o meu primeiro amor "gay", e eu acho que eu ainda sinto alguma coisa por ela, porque de vez em quando eu me pego pensando nela.
Mas enfim, em 2009, mudei de cidade de novo, e eu vim pra essa nova cidade pensando em "cara acho que só tem menina linda lá" , confesso que me desapontei um pouco quando cheguei. HAHA
Eu falo pra todo mundo que tudo começou em 2008, e que a minha primeira menina foi a minha melhor amiga (ui há),e depois da primeira tem sempre a segunda né, e que segunda. HAHA. Ela já tinha me dado umas indiretas bem diretas e até um selinho, só que eu tinha muito medo, do que eu não sei, mais eu tinha. Num belo dia quando eu fui visitar os amigos da minha cidade de 2008 ela saiu com a gente, e como eu sempre fui louca pra ficar com ela, era só ela estalar os dedos que eu "abria as pernas " (ok não desse jeito tá), enfim voltando, a gente tava num bar e eu fui a ultima a chegar então eu falei com todo mundo menos com ela porque ela estava conversando, dai depois de uns 10 minutos ela virou dai eu falei oi, e como a gente estava sentadas em lados opostos da mesa, eu levantei pra dar um beijo no rosto, só que pra minha surpresa, ela me deu um selinho (YAY), dai ela foi e deu a volta pra falar comigo e tal, dai a gente tava super de boa conversando, dai ela virou e falou "E ai, vamo no banheiro comigo ?" , juro que eu não pensei duas vezes e falei "VAMOS". Nossa sério aquele foi o pega mais nervoso que eu tive com uma menina. (haha), e eu vou chamar ela de Effy.
E as meninas seguintes depois dela, não tiveram muito significado, pouco a pouco eu vou falando sobre cada uma delas.
Eu vou falar sobre só mais duas, porque eu já estou torrando vocês com esse post enorme.
As duas foram esse ano.
A primeira chama, Emily, ela é linda e fofa, a gente ficou no carnaval e eu jurava que ia ser uma coisa duradoura e tal, e eu depois que a gente ficou eu não conseguia parar de pensar nela, e eu ficava correndo atrás dela no msn, só que um dia eu resolvi não ir falar com ela e esperar ela sentir saudade, aconteceu que... Ela nunca sentiu saudade. HAHA
E a segunda é mais recente, ela é um doce, sério, ela é muito linda, fofa, meiga, carinhosa, tudo que alguém pode querer de uma menina, a gente se conhece a tipo uma semana e meia, e é ela o meu ponto de paz, sério, tudo fica lindo quando eu falo com ela.
Só que tem um problema, ela não mora na mesma cidade que eu, dai é meio foda né. Maas ela disse que vai vir me ver o quanto antes (*-----*). Vocês devem estar pensando nossa você vai se fuder relacionamento a distância não rola, e mais um monte de coisas, só que eu não ligo. É ela quem está me fazendo feliz agora e eu espero que seja ela quem me faça feliz por um bom tempo. O nome dela é

total de meninas: 28

Bj bj meus amores, até o próximo post. ;D

ps: sai da vida de pegar todo mundo.
ps2: se vocês quiserem pegar a "Effy" deixem alguma coisa pra eu entrar em contato, que eu passo o numero dela pra vocês. HAHA


Quem é Jenny?

Eu penso que, tudo começou há 8 anos atrás, quando eu beijei minha melhor amiga no banheiro da escola. Não porque eu gostasse de meninas, foi só por curiosidade mesmo. Mas isso nunca saiu da minha cabeça, e eu sempre me perguntava: "Será que eu gosto de meninas também?", e apesar de não me sentir fisicamente atraída por meninas, a curiosidade de beijar uma só aumentava na minha cabeça.
E eu sempre comentava com minha amiga Lizzie que, se eu pudesse ter uma 'vida paralela' gostaria de ser lésbica, porque elas parecem tão felizes! E para a minha TOTAL supresa, ela me disse o mesmo! Mas não achava que era sério, e ainda não acho, porque ela nunca demonstrou nada (contarei um pouco mais sobre Lizzie depois).
Também tem meu amigo Will. A gente se conhece tipo, desde sempre! E um dia, quando eu tinha brigado com meu pai, eu liguei pra ele. Nós dois estávamos desesperados, e ele me disse que achava que era homossexual, mas que não tinha certeza (e acho que até hoje não tem). E eu achava o máximo ter um amigo gay, nunca tive preconceito quanto a isso.
Mas acho que tudo realmente começou quando eu conheci a Shane. Quando eu a conheci, os melhores dias que eu já tive na escola, e em duas semanas, ela era a minha MELHOR amiga, não consigo nem explicar. Enfim... um dia, a Shane disse que tinha beijado 1 menina, depois disse que foram 7, depois foram 20! (A mesma história que ela contou pra Alice). Eu ficava tirando com ela, mas na verdade, eu nunca me importei. Até que eu virei pra ela e disse: "Você é bi não é?!", e era isso que ela vivia querendo me contar. Ela era suuuuper carinhosa comigo, e a gente até teve uma fama de 'casalzinho' na escola.
Um dia, eu e a Shane decidimos pedir pra uma amiga dela, a Brodie (ela é bi),  'seduzir' a Lizzie, pra gente saber se ela gostava ou não de meninas e a Shane passou  meu msn pra ela também, pra fazer o mesmo o comigo, e eu sabia disso. . Mas acontece que a  Brodie nunca foi falar com ela, e eu fui meio que 'tirar satisfação'.
A gente começou a conversar... e eu sempre com um pé atrás, não respondia as indiretas. Os dias passaram, e eu percebi que comecei a ficar ansiosa, esperando pra conversar com ela. Ela me conquistou, pouco a pouco, e eu não conseguia mais passar um dia sem pensar nela, e ainda é assim. Só que o problema sempre foi e sempre será, a distância, e agora o fato de ela ainda amar a ex-namorada dela.
Acho que contar tudo o que aconteceu e tudo o que eu sinto pela Brodie de uma vez, vai dar um texto muuuito grande, então eu vou contar algumas partes nos meus próximos posts.
E quanto as minhas experiências também (:
Beijo pra todas ;*

sábado, 20 de março de 2010

Alice's Life

Tudo começou numa manhã normal. Depois de sair da prova, vi a Jenny, o Will, a Lizzie e a Shane sentados num banco lá no pátio, e olha que naquela época a gente nem imaginava no que ia sar uma simples conversa.
Pra mim a Shane era apenas a amiga da Jenny e o resto eram colegas de sala; depois de alguma horas viraram os companheiros de enormes risadas.
Dias e meses se passaram e cada vez mais eu me aproximei da Shane, virou minha amiga também. Um dia ela me contou que já tinha beijado meninas, 7 pra ser exata (o famoso 7 né Jenny?); Pra ser sincera eu fiquei chocada, assustada e sem palavras pra responde-la, mas também sempre fui curiosa demais quanto a isso e minutos depois eu já estava rindo maravilhada ds histórias dela. Todo dia ela me contava alguma coisa e eu sempre ouvia com atenção; histórias felizes, tristes, românticas.. Me apeguei muito a Shane.

Um dia, sem mais nem menos, eu e a Jenny começamos a conversar sobre o assunto meninas, comentar as coisas que a Shane nos contava e etc. Ela sempre me disse que não achava legal, não sabia compreender, mas que respeitava e ouvia, já eu sempre achei tudo muito interessante, apoiava as decisões da Shane e até ajudava no que eu podia.

O ano passou.
Durante as férias eu e a Shane fizemos uma aposta de que eu acharia pela internet uma menina do estilo dela pra ela pegar quando fosse pra Floripa..
E adivinhem o que eu achei ? Uma menina da minha cidade
Conclusão ? Fiquei com ela umas semanas atrás no banheiro de deficientes de um shopping AUHSUAUSU
E quem estava junto ? Sim, a Shane, minha melhor amiga conhecida também como "a influência alfa".
Hoje o nosso color group está mais unido do que em tempos atrás. Eu e a Jenny nos assumimos de uma vez, o Will e a Lizzie sabem de tudo, nossos bafões viraram segredos, os meninos viraram meninas (HAHA). "Estamos muito lésbicas Alice, muito" disse a Jenny esses dias pra mim UAHSUAUHSUAUS o pior que é verdade, mas ainda temos tempo pros meninos.. quinta feira mesmo a Jenny deu um selinho num amigo nosso ;D HÁ

THE END
Ps: quem ganhou a aposta da menina de Floripa vocês devem estar se perguntando. Eu, claro, mas a Shane não me pagou até hoje; de boa, a menina era um cu e não deu em nada rs

sexta-feira, 19 de março de 2010

Welcome Begginers!

Uma idéia inventada do nada e sem nenhuma criatividade pra ter um começo, o She Kissed a Girl foi criado pra falarmos de praticamente tudo que envolva a homossexualidade, todos os tópicos que existam e para contar a nossa vida, as nossas histórias e tudo o que aconteceu e acontece com a gente na vida real. Claro que os nomes e as fotos são fakes, por favor, não somos tudo isso, ou somos.. UHASUAUSUASU mas vamos compartilhar tudo o que for nosso para que talvez influencie de maneiras boas os nossos leitores e que eles talvez possam levar experiências de outras pessoas como exemplos para si próprios, ou que leiam por diversão, como quiserem :D O blog é comandado por 2 meninas e 1 menino (Alice, Jenny e Will), e como a maioria dos leitores (eu acho), também estamos em dúvida sobre nossa sexualidade.. por isso o blog sempre estará aberto para tirar dúvidas, pedir conselhos, abraços.. brinks UHAHSUAUSHUA e claro, sempre que quiserem podem trocar experiências com a gente! Se preferirem, ao fazer os comentários e todo o resto, podem trocar os nomes também, sem problema algum; a prioridade aqui é se conhecer melhor e fazer todas as perguntas que quiserem, e não se mostrar pra todos! Também não vai ser prioridade falar sobre sexo aqui, mas sempre que quiserem abordar o assunto, poderão fazer isso sem problemas.. e quando nós tivermos algo para postar, também o faremos. Um aviso; o blog é mais voltado para as meninas, mas se meninos quiserem dar suas opiniões, também estaremos dispostos a ler e responderAh, postaremos dicas de filmes, músicas, séries e etc.. e se quiserem, podem dar suas opiniões e dicas quanto a isso também! Acho que é tudo; um beijo na bunda de todos e BEM VINDOS :D